Ho Chi Minh City, Vietnã

Ho Chi Minh City – Saigon

Continuando essa mesma viagem pelo Sudeste Asiático, nós voamos do Camboja para o Vietnã e descemos em Ho Chi Minh City, também conhecida como Saigon. Ho Chi Minh (abreviada por HCMC) é a maior cidade do Vietnã e a grande HCMC habita mais de 10 milhões de pessoas. Das cidades pelas quais passamos no Sudeste Asiático (considerando Tailândia, Camboja e Vietnã), esta foi a que se mostrou mais desenvolvida e também foi a mais aberta às influências do mundo ocidental.

Dia 1

Tomamos café no Dragon Palace Hotel, onde ficaríamos hospedados nas próximas noites e em seguida saímos para o nosso passeio do dia.

Ho Chi Minh
Uma das salas de reunião do Palácio.

Fizemos um tour pelo Palácio da Reunificação, também conhecido como Palácio da Independência, ele possui um papel muito importante na história do Vietnã.

 

 

 

 

Escritório de guerra.

Foi casa e local de trabalho do antigo presidente do Vietnã do Sul durante a Guerra do Vietnã, o palácio possui um abrigo (bunker) subterrâneo, onde foram tomadas decisões importantes durante a guerra, além de ter sido o local onde a Guerra terminou, em Abril de 1975, quando um tanque do exército do Vietnã do Norte invadiu o jardim do palácio, passando por cima dos portões, resultando na Rendição Oficial de Saigon (Saingon’s official surrender).

 

Vista do Palácio.

História de sobra

Catedral de Notre Dame
Catedral de Notre Dame

Visitamos a neo-romanesca catedral de Notre Dame, construída entre 1863 e 1880 pelos colonizadores franceses. Ela é bem menor que a original, mas é muito charmosa!

Correio Central de Saigon.

O Correio Central de Ho Chi Minh City (Saigon Central Post Office) foi projetado pelo arquiteto francês Gustave Eiffel (sim, o mesmo que projetou a torre). Ele possui estilo gótico e surgiu alguns anos depois, em 1886 e ainda é uma das estruturas mais celebradas do país. Sua construção é linda, tanto por fora quanto por dentro. Entramos no correio e aproveitamos para mandar alguns cartões postais para a nossa família! 🙂

 

dsc07145

Ao anoitecer, assistimos à um teatro típico vietnamita de marionetes na água, junto com uma orquestra ao vivo sensacional! Nada como as orquestras que conhecemos, algo super local e diferente, foi um espetáculo muito legal! Chamava-se Golden Dragon Water Puppet e eles apresentam duas sessões por dia.

 

Golden Dragon Water Puppet show!
Golden Dragon Water Puppet show!

Andamos de cycle, que é um carrinho no qual o turista vai sentado na frente e o motorista pedalando atrás (no Vietnã, podem te oferecer para você passear no cycle dizendo ser gratuito, de forma turística, mas é claro que o correto é deixar uma gorjeta para o motorista). Em seguida, passeamos de barco pelo rio Mekong, com direito a jantar e música ao vivo no Saigon Restaurant Cruise Ship.

Dia 2

No dia seguinte, visitamos os túneis da Guerra do Vietnã. Quando estávamos à caminho, paramos em uma oficina artesanal, chamada Nam Quoc Mst, de objetos como quadros confeccionados com casca de ovo, madrepérola, arte em madeira, bambu, roupas em seda, etc. Vejam que trabalho lindo e delicado:

Artistas da oficina. dsc07167

Tudo isso produzido pela VAIDE – Associação vietnamita para inválidos e deficientes. Infelizmente o site deles consta como inválido, mas o local existe

Mesa em madeira e madrepérola.

desde 1976, então com certeza é possível encontrar perguntando no hotel ou para alguma agência de turismo. Foi uma visita muito marcante para nós!

 

 

 

Conhecidos como Cu Chi Tunnels, eles estão localizados a 70km da cidade e foram usados como “quartel”(headquarters) dos

dsc07222
Mamá no túnel.

Vietcongs durante a guerra, por volta de 1968. A visita aos túneis foi bem interessante, os túneis eram extremamente extreitos e baixos! Mesmo a Mamá, que é baixinha, tinha que agaixar para poder andar em alguns deles. Quem tem claustrofobia, melhor nem entrar! =0

 

Muito espertos, eles também cavavam buracos com acesso aos túneis, onde podiam entrar e tampar com uma tampa de madeira coberta por folhas secas. Durante a Guerra, os guerrilheiros passaram meses sem sair de lá. Havia até uma cozinha escondida! Por lá também existe um campo de tiro onde é possível atirar com armas reais, como por exemplo a famosa AK-47. Tem também uma barraca de artesanatos bem legais pra comprar algumas lembranças para a família.

 

 

Cauê testando o esconderijo de Guerra.
Cauê testando o esconderijo de Guerra.

dsc07188

 

Comida e compras

Almoçamos num restaurante típico da cidade, chamado Quan Ngon 138, localizado em frente ao Palácio da Independência. Os pratos tinham uma apresentação muito bonita também! A comida veio num prato dentro de uma folha de lótus e os petiscos tinham enfeites em bambu bem lindos! Estando em Ho Chi Minh City, vale a pena conhecer este restaurante.

Curtimos o resto da tarde fazendo algumas comprinhas no mercadão mais famoso da cidade, o Ben Thanh Market, com mais de 3000 barracas e preços inflacionados devido à quantidade de turistas que eles recebem.

dsc07127
Nós, depois de pechinchar bastante!

Fazer compras nos mercados locais do Sudeste Asiático em geral, é exercitar o seu lado turco (Haha!), sempre tentando uma barganha! Faz parte da cultura e eles já contam que você irá pedir desconto, então quando te derem um preço, abaixe para 30-50% do valor e comece a negociação! 😉

** Fizemos alguns dos nossos passeios pela agência Water Buffalo Tours, com o guia Khoi (em Outubro de 2013). Gastamos cerca de $US 82 por pessoa, para um dia de passeio, num grupo de 5 pessoas. Também recomedamos a Indo China e a Impress Travel, que organizaram nosso passeios de barco e a visita ao teatro de marionetes. Ambas também oferece passeios por todo o Sudeste Asiático.

Tradicional, mas esquisito!

Vale a pena experimentar o famosa pho (sopa de noodle) e pork rolls. Mas além disso, o Vietnã é extremamente rico em comidas bizarras! Em uma outra viagem que o Cauê fez sozinho com um amigo vietnamita e ficou hospedado na casa deles, ele comeu de tudo um pouco! Eles são um povo extremamene hospitaleiro e se preocupam muito com convidados que recebem em casa. Por isso, caso tenham a oportunidade de se hospedar na casa de um local, não a percam! Vocês podem se deparar com refeições que incluem ovos de pato fertilizados, tudo o que é bucho de bicho, testículos de bode, entre muitas outras “especiarias”. Muitas delas acreditadamente afrodizíacas e empoderadoras. Em qualquer casa tradicional você também encontra garrafas de vidro cheias de vinho com infusões variadas, como pênis de animais, corvos, aranhas, escorpiões, cobras, etc. Eles são conhecidos como ruou thuoc, dizem que o veneno é neutralizado por culpa do etanol… Acredite se quiser! Hehe!

O Cauê provou infinitos tipos quando esteve hospedado com seu amigo local, impossível dizer o que ele tomou… Haha!

Depois de dois dias nessa cidade muito agradável e simpática, voamos para a nossa última parada: Hanoi!

 

Esperamos que tenham gostado do post!

 

Beijos e abraços,

 

Mari e Cauê

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *